Alter do Chão

Código: ALDCFREE4
4 DIAS / 3 NOITES
Categoria:
  • 1 alt

Alter do Chão foi considerada a melhor praia do Brasil segundo o jornal inglês The Guardian, mesmo estando longe do mar! O local é uma autêntica e verdadeira praia de água doce!! Alter do Chão nos brinda com praias que assombram pela beleza, nos oferece a Ilha do Amor, o Lago Verde, a Floresta Amazônica, o rio Tapajós com sua cor verde-azulada, muito cristalina. Só não é possível vislumbrar a outra margem, pois o Tapajós é muito largo. Alter do Chão são transparências em um contínuo degradê de cores… do verde que encanta ao azul mais vivo que nossa retina consegue captar… até o horizonte longínquo coberto pelas mais densas florestas.

INCLUI
– Traslados Aeroporto Santarém / Alter do Chão / Santarém
– 03 noites de hospedagem em Alter do Chão com café da manhã;
– Todos os passeios conforme mencionados no roteiro com acompanhamento de guia;
– 1 almoço durante o passeio do 3° dia, água mineral e refrigerantes;
– Seguro de Viagem.
NÃO INCLUI – Passagem Aérea Origem x Santarém x Origem (consulte-nos)
– Refeições durante os traslados
– Despesas de ordem pessoal
– Bebidas
OPÇÕES DE HOTELARIA Hotel Belo Alter
VALORES A partir de R$ 1.800 por pessoa

 

1º Dia – ORIGEM / SANTARÉM / ALTER DO CHÃO
Chegada ao Aeroporto de Santarém e traslado para Vila de Alter do Chão. Chegada ao hotel. Restante do dia livre.

2º Dia - ALTER DO CHÃO - Serra Piroca, Igapós e Igarapés e Ponta do Cururu.
Em horário pré determinado, saída para visita ao pequeno centro de Alter do Chão e sua praia de águas transparentes. Faremos travessia de canoa para a praia localizada entre Lago Verde e o rio Tapajós.
Iniciaremos nossa caminhada em direção a Serra da Piroca, que é a elevação principal da região, neste percurso temos a presença da vegetação de cerrado até começar a subida íngreme, mas relativamente curta. Depois de uma hora de caminhada, alcançaremos o topo da serra, onde teremos uma visão de 360 graus
do rio Tapajós que em alguns trechos atinge uma largura de mais de 20 km, o Lago Verde com inúmeras baias, o Amazonas ao norte e Alter do Chão ao sul.
Este é o ponto de grande beleza cênica da Floresta Nacional do Tapajós, o retorno requer cuidado na descida. O por do sol será contemplado na Ponta do Cururu, depois uma parada para um banho nas águas do Tapajós.

3º Dia – ALTER DO CHÃO
Hoje teremos duas opções de passeios para escolher:

1ª Opção: Lago Verde, Ponta de Pedras, Ponta do Jarí
Após, o café da manhã inicio da travessia do Lago Verde em canoa canadense ou lancha com destino a uma baía com vegetação submersa. As árvores são pequenas com troncos grossos, a paisagem é belíssima, com possibilidade de visualização de peixes e observação de aves, o desembarque será numa pequena praia prosseguindo por uma trilha com destino a comunidade de Ponta de Pedras, a vegetação é composto de savana, um tipo de cerrado e floresta um destaque na trilha é a seringueira (Hevea Brasiliensis) de grande importância econômica para a Amazônia no século passado.
Parada para um breve descanso, seguindo de lancha até a ponta do Jarí, um canal natural de ligação entre o rio Tapajós (águas claras) e o Amazonas (águas barrentas). A ponta do Jarí é uma área inundada e dormitório de papagaios e garças a revoada pode ser observada ao entardecer ou amanhecer, dependendo do período do ano é possível à observação dos jacarés.
(incluso: 01 almoço, água mineral, refrigerantes)

2ª Opção: Comunidade de Jamaraquá e Floresta Nacional do Tapajós – FLONA
Visita a comunidade de Jamaraquá, localizada dentro da Floresta Nacional do Tapajós. A comunidade faz parte do projeto de apoio ao manejo florestal sustentável da Amazônia, o passeio propicia ao visitante conhecimento sobre a utilização dos recursos naturais pelas populações ribeirinhas, (tradicionais). A comunidade vive da produção de farinha de mandioca, feijão e arroz para subsistência. O couro ecológico (artesanal) é a nova fonte de renda, durante a visita é possível conhecer todo processo de transformação do látex, a comunidade de Jamaragua uma das menores da Floresta Nacional do Tapajós. Em 1934 nascia Belterra ou Companhia Ford Industrial do Brasil, subsidiaria da Ford Motor Company do empresário Henry Ford o projeto era transformar a região em maior produtora de látex do mundo, no entanto, algumas sementes de seringas foram levadas como contrabando para Ásia, provocou o declínio da economia. Iniciaremos uma caminhada na Selva Amazônica de mata primária (há 02 trilhas a 1ª com 2:30 de ida e volta e a outra de 4:30), com árvores frondosas com mais de 30 mts de alturas, no retorno podemos fazer uma canoagem no Igapó ou Igarapé. Retorno ao hotel ou Pousada.
(incluso: 01 almoço, água mineral e refrigerantes)

4º Dia – ALTER DO CHÃO / SANTARÉM / ORIGEM
Em horário determinado, saída do hotel para o aeroporto de Santarém com destino a cidade de origem.

Valor:R$1,800.00

Preencha os dados abaixo nos informando o que procura e entraremos em contato