Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

Código: IBMSPFREE8
8 DIAS / 7 NOITES
Categoria:
  • 1 mspbo

Boipeba é uma ilha baiana, um dos principais destinos turísticos do arquipélago de Tinharé e fica na região conhecida como Costa do Dendê. As águas claras e quentes de Boipeba, além da tranquilidade do lugar e presença da natureza, fazem de lá um local ainda quase intocado. Morro de São Paulo é uma ilha que mexe no imaginário de quem a visita. O povoado é uma espécie de Torre de Babel, onde os diversos idiomas, graças à intensa presença de estrangeiros, são trocados pela linguagem da alegria, da descontração e da sensação de férias permanentes.

INCLUI
– Traslados terrestres e marítimos: Aeroporto de Salvador – Morro de São Paulo – Ilha de Boipeba – Aeroporto de Salvador;
– 03 noites de hospedagem em Morro de Sãoo Paulo com café da manhã;
– 04 noites de hospedagem em Boipeba com café da manhã;
– Passeios citados no roteiro com acompanhamento de guia;
– Taxa de visitação;
– Seguro de Viagem.
NÃO INCLUI – Passagem Aérea Origem x Salvador x Origem (consulte-nos)
– Refeições durante os traslados
– Despesas de ordem pessoal
– Bebidas
HOTELARIA PREVISTA (OU SIMILARES) Ilha de Boipeba – Pousada Mangabeiras
Morro de São Paulo – Pousada Patachocas
VALORES A partir de R$ 4.130 por pessoa

O QUE LEVAR PARA FAZER OS PASSEIOS:
Roupas leves, mochila pequena de 30 litros, 1 par de tênis, papete, protetor solar, boné, lanterna pequena, toalha pequena para os passeios, repelente, cantil, short ou bermuda.

1º Dia - ORIGEM / SALVADOR / MORRO DE S.PAULO
Chegada e recepção no aeroporto de Salvador. De lá, seremos levados de carro até o Terminal Turístico Marítimo, para embarque em lancha/barca, por aproximadamente 50 minutos, até a Ilha de Itaparica. Lá estará nos esperando um outro veículo, que nos conduzirá por aproximadamente 1h30 até embarcarmos em uma lancha rápida que nos levará a Morro em aproximadamente 15 minutos. Chegando em Morro, seremos recepcionados por nosso guia, que nos levará até a pousada escolhida. Se a pousada for entre a primeira e a terceira praias, o traslado será caminhando (a bagagem será carregada por um transportista). Caso a pousada seja na quarta praia ou na praia do Encanto, caminharemos até a segunda praia, e de lá, seremos conduzidos de Toyota até a pousada. Nossa sugestão é de que no aeroporto de Salvador já coloquemos uma roupa leve e confortável, como bermuda e chinelo havaiana ou tênis.

2º Dia - MORRO DE SÃO PAULO (PONTA DO CURRAL, COROA E VILA DE GAMBOA)
Este passeio é realizado através de um barco fretado exclusivo para passageiros Freeway. Pegaremos o barco na segunda praia, e de lá iniciamos nosso passeio com uma parada para mergulho de snorkel nas piscinas naturais. De lá, continuaremos em direção ao norte de ilha, contornando seu forte e seu porto, em direção à Ponta do Curral com seus 18 km de praia deserta. Nesta lindíssima praia poderemos caminhar o quanto quisermos. Cruzando novamente o mar, aportaremos no Vilarejo de Gamboa, com sua praia de mesmo nome. Gamboa é um povoado ainda bastante característico, já que praticamente só vive a população local. Nesta praia faremos nosso almoço, em uma das barracas de praia (não incluído). Após o almoço podemos dar uma volta para conhecer o vilarejo. Na volta, desembarcaremos no Porto de Cima, e poderemos fazer uma caminhada até o Forte do Facho para com sorte assistir a um belíssimo pôr do sol.

3º Dia - MORRO DE SÃO PAULO (PASSEIO PELO MANGUE E PISCINAS NATURAIS)
Neste dia iremos em veículo 4x4 até a Praia do Encanto (caso se esteja hospedado na Praia do Encanto, saída à pé da pousada), para pegar nosso barco, e adentrar o lindo mangue que entremeia esta praia e a Praia de Garapuá. Aqui poderemos ver algumas espécies de caranguejos, e escutar um pouco da história de um pescador que sobrevive em meio ao mangue. Após este passeio, continuaremos com nosso barco até as piscinas naturais que encontram-se na Praia do Encanto. Mergulhos com snorkel possibilitam avistarmos várias espécies de peixes. Após o passeio, pode-se almoçar nesta praia, em restaurante de uma das pousadas lá existentes, ou voltar para o centro para almoço.

4º Dia - MORRO DE SÃO PAULO / ILHA DE BOIPEBA
Após o café da manhã, traslado em Land Rover por aproximadamente 01h00 até o sul da Ilha de Tinharé, onde atravessando de barco o Rio do Inferno (5 minutos) chegamos à praia da Velha Boipeba. Na nossa frente alguns restaurantes à beira rio e à esquerda a Praia de Tassimirim. Tudo é paradisíaco - os barcos coloridos dos pescadores, a barra do Rio do Inferno com praias nos dois lados, a praia de Tassimirim, cercada por palmeiras. Nesse dia, após o almoço, teremos tempo para dar uma volta na praia, tomar um banho de mar e curtir o local. Retorno à pousada.

5º Dia - ILHA VELHA DE BOIPEBA (PASSEIO DE CANOA PELO MANGUEZAL)
Após o café, visitaremos o povoado de Velha Boipeba. É uma vila simples e simpática de cerca 3500 pessoas, fundada pelos Jesuítas por volta de 1563. A praça central é na verdade um gramado com campo de futebol e um Jamelão de sombra em cada lado – um ótimo lugar para se bater papo à sombra da árvore. Entramos na rua que dá acesso à antiga Igreja do Divino Espírito Santo, construída pelos Jesuítas em 1610 e seguimos o caminho, subindo o morro Alto das Pombas ao lado da vila. Um belo visual da vila, da barra do rio do Inferno, algumas praias e da ilha de Tinharé. De volta à vila, visitamos a casa de farinha, onde a família Regis ainda faz farinha de mandioca no método tradicional. Na volta para a pousada podemos ainda parar na casa do cabeludo Otavinho, mais uma figura da ilha, um colecionador de tudo o que se acha na praia e que pendura tudo na sua pequena casa. Se quisermos, podemos comprar também alguma peça.
Após o almoço, saímos da praia de Boipeba numa canoa de tronco de madeira, destas usadas pelos pescadores locais. A canoa desliza levemente por um dos braços do Rio do Inferno em direção ao oeste. Esta região é recortada por vários canais do rio e algumas das ilhas têm meandros, que nos permitem atravessar para o outro lado durante a maré cheia. A vegetação é de mangue branco e vermelho de baixa altura. Nas passagens pela ilhas, a canoa desliza por verdadeiros túneis, formados pela vegetação que se fecha por inteira por cima do caminho estreito. O canoeiro precisa usar toda a sua experiência para guiar a canoa sem encalhar nas inúmeras raízes do mangue. Observamos os milhares de crustáceos que vivem nos galhos no período de cheia, podemos até ouvir os ruídos destes bichinhos andando pela madeira dura do manque. No meio do passeio, uma pequena pausa numa prainha e retorno à pousada.
Na parte da tarde, visitaremos o povoado de Velha Boipeba. É uma vila simples e simpática de cerca 3500 pessoas, fundada pelos Jesuítas por volta de 1563. A praça central é na verdade um gramado com campo de futebol e um Jamelão de sombra em cada lado – um ótimo lugar para se bater papo à sombra da árvore. Entramos na rua que dá acesso à antiga Igreja do Divino Espírito Santo, construída pelos Jesuítas em 1610 e seguimos o caminho, subindo o morro Alto das Pombas ao lado da vila. Um belo visual da vila, da barra do rio do Inferno, algumas praias e da ilha de Tinharé. De volta à vila, visitamos a casa de farinha, onde a família Regis ainda faz farinha de mandioca no método tradicional. Na volta para a pousada podemos ainda parar na casa do cabeludo Otavinho, mais uma figura da ilha, um colecionador de tudo o que se acha na praia e que pendura tudo na sua pequena casa. Se quisermos, podemos comprar também alguma peça.

6º Dia - ILHA DE BOIPEBA (PASSEIO DE BARCO - MERGULHO NAS PISCINAS NATURAIS - PRAIA DE BAINEMA - PONTA DE CASTELHANOS)
Saímos de barco em direção às piscinas naturais de Morerê, que com águas rasas são perfeitas para vislumbrar sua transparência. Na maré baixa, pode-se fazer um delicioso mergulho nas piscinas, no meio dos recifes. O Caribe também é aqui. Em seguida continuamos com nosso barco costeando até a Ponta dos Castelhanos no sul da ilha. No caminho passamos pela praia de Bainema, uma das mais isoladas, onde entramos em harmonia total com a natureza. No fundo da praia temos a curiosa Mata da Bainema, um grande pedaço de Mata Atlântica com árvores centenárias de mais de 30 metros de altura e enormes Gameleiras, os verdadeiros Mata-Paus. Lugar mágico e especial. Aqui, neste pedaço de natureza virgem, podemos ter certeza de não encontrar ninguém. Pouco depois, passamos pela barra do rio Catu, onde há uma embarcação espanhola afundada. Em seguida, a última praia, totalmente selvagem, o destino da nossa viagem. Ancoramos o barco, pausa para lanches, água de coco e banho num mar calmo e cristalino, longe de tudo e todos. Ficamos algum tempo curtindo este paraíso e voltamos no final da tarde para Velha Boipeba.

7º Dia - ILHA DE BOIPEBA (BAÍA DE MORERÊ)
Após o café da manhã, saímos caminhando pela ilha. Passamos no outeiro da caixa d'água, onde nos deparamos com um lindo visual, avistando-se ao norte a vila de Velha Boipeba e o Rio do Inferno, que separa as ilhas de Tinharé e Boipeba. A leste, o mar infinito e ao sul, a maior parte da ilha, com suas reservas de mata, baixadas, pequenos morros e muitas palmeiras de Dendê. Continuamos nossa caminhada passando pela minúscula vila de Morerê, composta por uma estradinha de areia, pequenos morros, mata baixa e dendezeiros. São cerca de duas horas até a baía de Morerê. A baía de Morerê é um paraíso de águas cristalinas, uma bela praia, com restos de recifes de uma época em que o mar ainda estava mais alto. Aqui podemos ainda comer um peixinho em um dos restaurantes simples ao lado da praia. Depois é só curtir o lugar à sombra de uma árvore, na praia ou na água. No caminho de volta passamos por várias praias quase virgens - seguimos pela praia de Morerê até chegar à praia de Cueira, um pouco mais rasa que Moreré, ideal para nadar. Na chegada à Praia de Cueira nos deparamos com dois quilômetros de areia acompanhados de um imenso coqueiral. Depois retornaremos para Velha Boipeba.

8º Dia - ILHA DE BOIPEBA / SALVADOR / ORIGEM
Após o café da manhã, seguiremos em uma lancha fretada que nos levará para Graciosa (40 minutos). Em Graciosa um veiculo a nossa espera nos conduzira até a ilha de itaparica (1h30) para embarcarmos em uma lancha/barca rumo ao terminal Turistico Marítimo (50 minuntos). Lá estara esperando outro Veiculo que nos conduzira até o aeroporto de Salvador.

** Caso tenha preferência, o traslado pode ser feito também em Catamarã, de Salvador diretamente a Morro de São Paulo. Porém, não recomendamos para aqueles que tem predisposição a ficar enjoados em situações em que o barco se move muito, pois a navegação é em mar aberto.

Valor:R$4,130.00

Preencha os dados abaixo nos informando o que procura e entraremos em contato